• 22 August 2017
  • mairamasiero

O Núcleo de Eventos Científicos do Departamento de Gestão de Atividades Acadêmicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e o Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria da FMB realizaram, no último sábado (19), o II Simpósio de Psiquiatria Forense.

Este evento, sediado no Salão Nobre da FMB, teve o objetivo de aprimorar conhecimentos, dividir experiências e ampliar a discussão em Psiquiatria Forense para várias áreas. A abertura do Simpósio contou com a participação da coordenadora do evento e psiquiatra da FMB, Dra. Érica Camargo, do superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, da representante da FMB, Prof.ª Ass. Dr.ª Marli Terezinha Cassamassimo Duarte, da vice-chefe do Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria da FMB, Prof.ª Dr.ª Flávia Helena Pereira Padovani e da professora aposentada Dr.ª Florence Kerr-Corrêa, escolhida para ser homenageada no evento.


Mesa de abertura do evento

Abrindo os pronunciamentos, Dra. Érica agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância do evento. “É uma grande satisfação anunciar nosso II Simpósio, que teve sua primeira edição no ano passado e foi um sucesso. Ele surge com o empenho dos residentes em Psiquiatria e, neste ano, temos convidados com interface nas áreas do Direito e da Química. Caprichamos nos temas – variados e atuais - e contamos com pessoas especiais para falar sobre eles”.

Dr. André parabenizou a organização do evento e ressalta a busca de parcerias com a FMB e o poder público em prol do conhecimento. “O II Simpósio já pode ser considerado um sucesso pela quantidade de pessoas que se encontram aqui neste sábado. O HCFMB recebe vocês de braços abertos e está aberto a todo evento científico e queremos participar, aprender e crescer com vocês. Um Simpósio deste nível, com pessoas de fora, merece ser valorizado, pois enriquece muito nosso Corpo Clínico, que já é considerado diferenciado. Estamos buscando parcerias e este evento é prova disso; queremos investir não somente em questões tecnológicas, mas também no aspecto humano”.

Dr.ª Marli também fez questão de parabenizar a equipe. “Venho cumprimentar a organização deste evento, em nome da direção da FMB, e falar da importância do Simpósio no dia de hoje, pela importância das temáticas abordadas e exercendo um dos papeis da instituição, que é o de educar e formar continuamente os seus profissionais. Desejamos um ótimo dia a todos e que todos aproveitem esta oportunidade de crescimento”.

A vice-chefe do Departamento destacou a importância da temática para o público presente. “A temática é fundamental e há a necessidade de se discutir esta interface entre a Psiquiatria e o Direito. A programação deste evento é extremamente convidativa, com convidados que tem muito a contribuir para reflexão e aprofundamento dos temas”.

Dra. Florence se surpreendeu com a homenagem e ficou honrada com a lembrança. “Eu nem sabia que iria ser homenageada mas, para mim, é uma grande honra. Dentre as tantas pessoas que chamei durante a carreira, a Dra. Érica abraçou a temática das perícias e, quando você tem alguém muito interessado pelo assunto, são maiores as chances de outras pessoas serem atraídas a ele. Estou muito satisfeita com a disciplina e com o rumo que vocês estão tomando. Que todos tenham uma excelente jornada no dia de hoje”.


Diversas palestras fizeram parte do II Simpósio

Durante todo o dia, houve palestras com diversos temas: trajetória da Psiquiatria Forense, Ações Previdenciárias, Fibromialgia, internações voluntárias, transtorno factício, mudanças na legislação judicial e a questão das internações compulsórias (abordada recentemente por conta da operação realizada na Cracolândia, na capital paulista). Os participantes tiveram espaço para discutir os temas abordados em mesas-redondas com os palestrantes e, encerrando o evento, houve a entrega de uma homenagem à Prof.ª Dr.ª Florence Kerr, pelos serviços prestados ao Departamento e à Psiquiatria Forense.

Sobre a Psiquiatria Forense

Segundo Dra. Érica, a Psiquiatria Forense é uma sub-especialidade da Psiquiatria e um ramo da Medicina Legal possui uma interface importante com o Direito. “A Psiquiatria Forense é de extrema importância na atuação em casos aonde se tem dúvida sobre a integridade ou a saúde mental dos indivíduos em qualquer área do Direito. Ela busca também esclarecer para a Justiça se existe ou não a presença de um transtorno / enfermidade mental e quais são as implicações de se ter o diagnóstico psiquiátrico”, concluiu.