HCFMB implanta primeiro sistema de indicador de dose radiológica do Brasil

0
2115

O Núcleo de Física Médica e Radioproteção (NFMRp) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) implantará a partir do mês de dezembro um sistema indicador de dose radiológica, com o objetivo de proteger pacientes submetidos a exames de tomografia computadorizada.

A iniciativa do NFMRp do HCFMB é pioneira: pela primeira vez no Brasil um Hospital implanta um indicador de dose radiológica. O intuito deste indicador é estimar e reduzir o risco associado da exposição à radiação ionizante para os pacientes, inibir a repetição de exames desnecessários ou sem justificativa, otimizando os custos e melhorando a qualidade da assistência.

Segundo o Supervisor de Proteção Radiológica do NFMRp, Dr. Allan Alves, a implantação deste sistema desperta a conscientização na escolha e nos pedidos de exames diagnósticos, que devem sempre ponderar os riscos e benefícios ao pacientes, principalmente os pediátricos. “Sabe-se que a exposição à radiação ionizante causa diversos efeitos à saúde. Este indicador de dose radiológica oferece ao médico um controle maior sobre o histórico de solicitações de exames dos pacientes, além de destacar os níveis de dose que um determinado paciente foi submetido”, explica.

Como funcionará o sistema

O indicador de dose radiológica será implantado inicialmente nos exames de tomografia computadorizada, e estará disponível no prontuário do paciente assim que acessado. Assim, na prescrição, o médico tomará ciência da dose recebida pelo paciente em exames anteriores. Os dados disponíveis facilitarão o uso de protocolos de baixas doses de radiação, possibilitando uma menor exposição na realização do exame radiológico e principalmente evitará repetições.

Sobre o Núcleo de Física Médica e Radioproteção (NFMRp)

O objetivo do NFMRp é otimizar recursos e implementar diretrizes de proteção radiológica, além do controle de qualidade de todos os equipamentos emissores de radiação ionizante, nos serviços diagnósticos e terapêuticos do HCMFB e suas unidades externas.

De modo geral, o NFMRp é responsável pela implantação e gerenciamento da Política de Controle da Exposição à Radiação Ionizante e pela coordenação do Comitê Permanente de Radioproteção, conscientizando não só o indivíduo ocupacionalmente exposto (IOE) que atua nessas áreas em relação à sua saúde ocupacional, mas também os pacientes, colaborando com diagnósticos médicos mais seguros. Essa proposta visa à obtenção da melhor relação risco-benefício para o paciente e custo-benefício para a Instituição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here