HCFMB inaugura duas novas enfermarias

0
639

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) inaugurou duas novas unidades: a enfermaria de Transplantes e a Unidade de Internação de Convênios Prof. Dr. Armando Alves.

A nova enfermaria de Transplantes está localizada onde funcionava a antiga enfermaria de Convênios. Em um espaço mais amplo e com um maior número de leitos, o local atenderá a grande demanda do Núcleo de Transplantes de Órgãos Sólidos, além dos pacientes do Serviço de Transplante de Medula Óssea (TMO) Autólogo, que eram atendidos na enfermaria de Clínica Médica I.

Já a enfermaria de Convênios passou a atender ao lado da Enfermaria de Urologia, que gentilmente cedeu espaço para a nova instalação, melhorando a qualidade do atendimento aos usuários.

Segundo o superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, são mudanças muito importantes que impactam diretamente no atendimento de excelência aos pacientes. “Com um trabalho em equipe muito bem organizado e sem custo, conseguimos otimizar um importante fluxo de leitos. Agradeço ao empenho de todos em mais essa ação de melhoria do nosso atendimento”, disse.

As mudanças contaram com a ajuda de toda equipe de enfermagem das áreas envolvidas, coordenadas pela Gerente de Enfermagem do HCFMB, Barbara Nery, e pela Gerente do Núcleo de Internações, Mariele Gobo. Estiveram presentes os responsáveis pelo Núcleo de Transplantes de Órgãos Sólidos, Dr. Gustavo Modelli e Dr. Leonardo Pelafsky; o coordenador do Serviço de TMO Autólogo, Dr. Rafael Gaiolla; o chefe do Serviço de Urologia, Dr. Hamilto Yamamamoto; Marcia Gabriela Pinheiro e Dr. Rodrigo Guerra, coordenadores da Unidade de Convênios; a Gerente Médica do HCFMB, Dra. Paula Gaiolla e as Enfermeiras Supervisoras das unidades, Maria Elizandre Camilo de Oliveira e Daniele Gomes de Oliveira, acompanhadas de sua equipe.

Bárbara e Mariele enalteceram o trabalho da equipe multiprofissional envolvida no processo. “Agradeço a todos que aceitaram de prontidão esse desafio. Somente com essa parceria de fruto assistencial poderia nos permitir dar esse salto de qualidade no atendimento ao nosso principal motivo, que é o paciente”, finalizou Mariele.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here