HCFMB participa de Campanha Nacional de Combate ao AVC

0
231

A Unidade de AVC do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) realizou, no final de outubro, diversas ações para conscientizar a sociedade e os profissionais de saúde sobre: formas de prevenção, sintomas e como realizar um atendimento eficaz do Acidente Vascular Cerebral (AVC) que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a segunda maior causa de morte no mundo.

A Campanha Nacional de Combate ao AVC começou no Complexo HC nos dias 23 e 24, com um treinamento específico no Pronto-Socorro Referenciado (PSR) sobre a integralidade da assistência no cuidado paliativo em pacientes neurológicos.

No dia 26, os fisioterapeutas e aprimorandos da Seção Técnica de Reabilitação participaram de aulas sobre a abordagem inicial e o manejo do paciente com diagnóstico de AVC, ministradas pelo coordenador da Unidade, Dr. Rodrigo Bazan, e pela enfermeira referencial da Unidade, Natália Cristina Ferreira.

Os profissionais ressaltaram que o tema da campanha de conscientização deste ano “Reerguendo-se após o AVC” tem uma estreita relação com o envolvimento da equipe multiprofissional no atendimento aos pacientes.

Já na segunda-feira, 29, data em que é lembrado o Dia Mundial do AVC, a unidade, em parceria com o Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos (NUCADE-RH) do HCFMB, ofereceu um treinamento à equipe multiprofissional sobre o protocolo de atendimento. Além da enfermeira Natalia, o médico assistente da unidade Dr. Gabriel Módolo também ministrou uma palestra à equipe.

Encerrando as atividades, na quarta-feira, 31, a Unidade de AVC mostrou seus principais indicadores, um trabalho feito em parceria com o Núcleo de Gestão da Qualidade, com a presença do superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, e do chefe de gabinete, Dr. José Carlos de Sousa Trindade Filho. O setor foi um dos primeiros do HC a esboçar os Mapas de Processo.

Para Dr. Bazan, a implantação da Unidade de AVC no HC em 2010 e o reconhecimento do Ministério da Saúde em 2015 contribuíram para a melhoria da estruturação do atendimento ao AVC. “A tarefa de gerenciamento de indicadores de qualidade, de custos e implementação de banco de dados próprio vem se aprimorando progressivamente na assistência, no papel científico e educacional da unidade”, afirma.

Maíra Masiero – Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing HCFMB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here