NHE e CRIE esboçam Planejamento Estratégico para 2018

0
433

Na última segunda-feira, 22, o Núcleo Hospitalar de Epidemiologia e o Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) reuniram-se para elaborar o Planejamento Estratégico do setor para 2018. As atividades foram coordenadas pelo Núcleo de Gestão da Qualidade.

Estiveram presentes a coordenadora do CRIE, Prof.ª Adj. Ilda de Godoy; a supervisora médica, Dra. Letícia Chamma Lastória; a responsável técnica, enf.ª Ivana Gonçalves; a diretora do Núcleo de Gestão da Qualidade, Dra. Maria Justina Felippe, e a enfermeira assistente do Núcleo, Maria Zoé Turchiari de Melo, além de vários profissionais do CRIE.

Reunião teve enfoque na análise do setor e de suas atividades

Nesta reunião, houve o delineamento do Mapa de Processo e as primeiras bases do planejamento estratégico da área, com a descrição dos produtos oferecidos, dos mecanismos utilizados para se obter os insumos e dos fornecedores de cada produto.

“É interessante conhecer profundamente o setor que se deseja realizar este processo de elaboração do planejamento estratégico com o Núcleo de Gestão da Qualidade, para que possamos ajudá-lo da forma mais clara possível e entender os pontos essenciais ao seu desenvolvimento”, afirma Dra. Justina.

Nas próximas reuniões, serão abordadas as relações com os fornecedores de serviços da área, por meio da análise SWOT, utilizada para verificar as relações do NHE/CRIE principalmente com o Complexo Autárquico HC, caracterizadas pelos seguintes pontos: Forças e Pontos Fortes (Strenghts), Fraquezas e Pontos Fracos (Weaknesses), Oportunidades de Melhorias (Opportunities) e Ameaças (Threats).

Dra. Ilda afirma que um processo permanente de planejamento facilita a correção de rumos. “Na saúde, quase sempre pretendemos alcançar objetivos complexos de maneira pactuada entre os gestores do SUS. Além disso, como planejamos em situações em que a incerteza, em maior ou menor grau, está sempre presente, o planejamento deve ser um processo permanente, considerando que as situações são dinâmicas e estão em constantes transformações”, finaliza.

Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing HCFMB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here