Unidade-Especial-de-Saúde-Sustentável

A Unidade Especial de Saúde Sustentável – UESS é um órgão vinculado à Superintendência do Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), formado por uma comissão interdisciplinar, coordenada pela Prof.ª Dr.ª Karina Pavão, docente do Departamento de Saúde Pública da FMB.

Desde 2013, o HCFMB faz parte da agenda global da rede de Hospitais Verdes e Saudáveis, da Saúde Sem Dano e do Projeto Hospitais Saudáveis, além de tentar seguir os objetivos da Agenda Global 2030 para o desenvolvimento sustentável.

O Projeto Hospitais Saudáveis (PHS) é uma associação sem fins econômicos, dedicada a transformar o setor saúde em um exemplo para toda a sociedade em aspectos de proteção ao meio ambiente e à saúde do trabalhador, do paciente e da população em geral. Participam do PHS profissionais de saúde, instituições prestadoras de serviços, instituições de ensino e de pesquisa em saúde, organizações da sociedade civil em geral e demais organizações, públicas ou privadas.

Em 2017, a comissão ganhou mais força ao se tornar Unidade Especial de Saúde Sustentável, com o apoio e reconhecimento da Superintendência do HC e, em outubro de 2019, a UESS recebeu um funcionário fixo, para poder articular e avançar com diversos projetos necessários.

Acesse o Regimento Interno da UESS

OBJETIVOS

Promover a saúde ambiental e sustentabilidade dentro do HCFMB, seguindo a definição da OMS, na qual saúde ambiental refere-se a teoria e prática de valorar, corrigir, controlar e evitar aqueles fatores do meio ambiente que, potencialmente, possam prejudicar a saúde das gerações atuais e futuras, e também respeitando os conceitos de saúde planetária e saúde sustentável, propondo que profissionais da saúde cuidem da saúde humana avaliando o impacto de suas ações no meio ambiente, minimizando os danos ambientais.

Membros da Comissão da Unidade Especial de Saúde Sustentável (UESS):

Karina Pavão Patrício – Coordenadora
FMB – Saúde Pública
karina.pavao@unesp.br

Cláudia da Motta Nanzer
HCFMB – Serviço Técnico de Nutrição e Dietética
E-mail: claudia.motta@unesp.br

Cristiane R. Fortaleza
HCFMB – Núcleo de Higienização
E-mail: cristiane.fortaleza@unesp.br

Darlene Bravim Cerqueira
HCFMB – Gerente do Núcleo das Unidades Especiais da Gerência de
Enfermagem
E-mail: bravim.cerqueira@unesp.br

Fábio Suraci Picchiotti
HCFMB – SESMT
E-mail: fabio.picchiotti@unesp.br

Gilberto Mariano Tevório Junior
HCFMB – Engenharia
E-mail: g.tenorio@unesp.br

Karen Aline Batista Da Silva
Superintendência HC
E-mail: karen.batista@unesp.br

Karina Martins Barduco
HCFMB – Núcleo de Higienização
E-mail: karina.temibrela@gmail.com

Maíra Masiero
HCFMB – Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing
E-mail: maira.masiero@unesp.br

Patrícia Maria Moratelli
HCFMB – Diretora do Departamento de Compras, Abastecimento e
Infraestrutura
E-mail: pmmoratelli@gmail.com

Patrícia P.M.Paschoalotti
HCFMB – Engenharia
E-mail: patricia.paschoalotti@unesp.br

Renata de Camargo Gomes
HCFMB – UESS
E-mail: rc.gomes@unesp.br

A UESS – Sustenta Saúde busca implantar, no HCFMB, a cultura de ser um Hospital Verde. Um Hospital Verde e Saudável é aquele que promove a saúde pública reduzindo continuamente seus impactos ambientais e eliminando, em última instância, sua contribuição para a carga de doenças. Reconhece a relação entre a saúde humana e o meio ambiente e demonstra esse entendimento por meio de sua governança, estratégia e operações. Ele conecta necessidades locais com suas ações ambientais e pratica a prevenção primária envolvendo-se ativamente nos esforços da comunidade para promover a Saúde Ambiental.

A Organização Mundial da Saúde define a Saúde Ambiental como: “campo de atuação da saúde pública que se ocupa das formas de vida, das substâncias e das condições em torno do ser humano, que podem exercer alguma influência sobre a sua saúde e o seu bem-estar”.

A importância da questão ambiental, relacionada ao movimento pela promoção da saúde, vem fortalecendo a introdução de novas abordagens no campo da gestão da saúde pública que buscam a integração de aspectos ambientais e sociais no entendimento de problemas de saúde da população.

AGENDA GLOBAL

Para planejar o caminho em direção a um hospital mais sadio, sustentável e econômico, os projetos da UESS – Sustenta Saúde se pautam na Agenda Global para Hospitais Verdes e Saudáveis (AGHVS).

A Agenda Global se propõe a oferecer apoio a iniciativas em todo o mundo, visando promover maior sustentabilidade e saúde ambiental no setor saúde e assim fortalecer os sistemas de saúde em nível global. É baseada em 10 objetivos interligados que incentivam uma série de ações que podem ser implementadas tanto por hospitais quanto por sistemas de saúde.

LIDERANÇA: Priorizar a saúde ambiental como um imperativo estratégico

Manifestar apoio da liderança aos hospitais verdes e saudáveis, a fim de criar uma mudança de cultura organizacional em longo prazo; alcançar uma ampla participação dos trabalhadores do setor saúde e da comunidade; e fomentar políticas públicas que promovam a saúde ambiental.

SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS: substituir substâncias químicas perigosas por alternativas mais seguras

Melhorar a saúde e a segurança dos pacientes, dos trabalhadores, das comunidades e do meio ambiente utilizando substâncias químicas, materiais, produtos e processos mais seguros, indo além das exigências de conformidade ambiental.

RESÍDUOS: Reduzir, tratar e dispor, de forma segura, os resíduos de serviços de Saúde

Proteger a saúde pública reduzindo o volume e a toxicidade dos resíduos produzidos pelo setor saúde, implementando ao mesmo tempo as opções ambientalmente mais apropriadas de gestão e destinação dos resíduos.

ENERGIA: implementar eficiência energética e geração de energias limpas renováveis

Reduzir o uso de energia proveniente de combustíveis fósseis como forma de melhorar e proteger a saúde pública; promover a eficiência energética, bem como o uso de fontes renováveis, visando, em longo prazo, obter 100% das necessidades de energia obtidas de fontes renováveis geradas no hospital ou na comunidade.

ÁGUA: reduzir o consumo de água e fornecer água potável

Implementar uma série de medidas de conservação, reciclagem e tratamento que reduzam o consumo de água dos hospitais e a poluição por águas residuais. Estabelecer a relação entre a disponibilidade de água potável e a resiliência dos serviços de saúde para suportar problemas físicos, naturais, econômicos e sociais. Promover a saúde pública e ambiental fornecendo água potável para a comunidade.

TRANSPORTE: melhorar as estratégias de Transporte para Pacientes e Funcionários

Desenvolver estratégias de transporte e de assistência à saúde que reduzam a pegada de carbono dos hospitais e sua parcela de contribuição para a poluição local.

ALIMENTOS: comprar e oferecer alimentos saudáveis e cultivados de forma sustentável

Estimular hábitos alimentares saudáveis entre os pacientes e funcionários. Favorecer o acesso a alimentos produzidos localmente e de forma sustentável na comunidade.

PRODUTOS FARMACÊUTICOS: prescrição apropriada, administração segura e destinação correta

Reduzir a poluição por produtos farmacêuticos diminuindo as prescrições desnecessárias, minimizando a destinação inadequada de resíduos farmacêuticos, promovendo sua devolução aos fabricantes e pondo fim ao dumping – medicamentos na forma de ajuda a catástrofes.

EDIFÍCIOS: apoiar projetos e construções de Hospitais Verdes e Saudáveis

Transformar os hospitais em um local mais saudável para funcionários, pacientes e visitantes, mediante a incorporação de práticas e princípios de edifícios ecológicos no projeto e na construção de unidades de saúde.

COMPRAS: comprar produtos e materiais mais seguros e sustentáveis

Comprar materiais produzidos de maneira sustentável através de cadeias de suprimentos social e ambientalmente responsáveis.

SAÚDE SEM DANO

Coalizão internacional de hospitais e sistemas de saúde, profissionais da saúde, grupos da comunidade, sindicatos e organizações ambientalistas que se propõem transformar mundialmente o setor de saúde, sem comprometer a segurança ou o cuidado do paciente, para que seja ecologicamente sustentável e deixe de ser uma fonte de dano para as pessoas e ao meio ambiente.

Link para acesso a mais informações: https://saudesemdano.org/

PROJETO HOSPITAIS SAUDÁVEIS

O Projeto Hospitais Saudáveis (PHS) é uma associação sem fins econômicos, dedicada a transformar o setor saúde em um exemplo para toda a sociedade em aspectos de proteção ao meio ambiente e à saúde do trabalhador, do paciente e da população em geral.

A assistência à saúde, como toda atividade produtiva, gera impactos ambientais e sanitários. No Brasil, assim como em diversas partes do mundo, esses impactos são agravados pela precariedade da infra-estrutura nas regiões mais pobres e pela falta de informação e de ações coordenadas.

A Agenda Global para Hospitais Verdes e Saudáveis constitui a base da Rede Global de Hospitais Verdes e Saudáveis (http://www.hospitaisverdes.net/). Apoiando esta agenda e se comprometendo em iniciar a implementação de, ao menos, dois dos objetivos nela estabelecidos, hospitais e sistemas de saúde automaticamente se incorporam à rede (sem nenhum custo), melhorando seu desempenho ambiental e dando sua contribuição para a saúde ambiental ano após ano.

A Rede Global de Hospitais Verdes e Saudáveis é um projeto da Saúde Sem Dano (SSD) e serve como uma comunidade virtual para os hospitais e os sistemas de saúde que se propuserem a implementar e desenvolver a Agenda, registrando seu avanço por meio de resultados mensuráveis enquanto compartilham as melhores práticas e encontram soluções para desafios comuns.

Para apoiar esta agenda e se incorporar à Rede Global de Hospitais Verdes e Saudáveis, obter a lista de membros existentes e também conhecer mais sobre o Fundo Global de Hospitais Verdes e Saudáveis, visite o site: www.hospitaisverdes.net

A SAÚDE PELO CLIMA

O Desafio A Saúde pelo Clima é uma campanha internacional coordenada pela Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis, que visa mobilizar organizações de saúde ao redor do mundo a tomar medidas concretas contra as mudanças do clima e em defesa da saúde pública ambiental. O HC de Botucatu aderiu a este Desafio em 2015 e desde então, como todas as outras instituições participantes desta rede, precisa:
– Se comprometer em reduzir suas emissões de gases do efeito estufa e estabelecer metas de redução das emissões destes gases para o ano de 2020 em 30%;
– Compartilhar dados do progresso na gestão de suas emissões ao longo do tempo.

Para realizar o cálculo das emissões de GEE é utilizada uma ferramenta, que é uma planilha de Excel elaborada pelo Programa Brasileiro GHG Protocol, iniciativa do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (GVces), com o objetivo de conhecer e mensurar as emissões de GEE de organizações dos mais diversos setores.

DESAFIO RESÍDUOS

O Desafio Resíduo é uma iniciativa da Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis e da organização internacional Saúde Sem Dano, e é conduzido no Brasil pelo Projeto Hospitais Saudáveis.

O Desafio Resíduo tem como principais metas mobilizar o setor saúde brasileiro para aprimorar suas práticas de gestão, reduzindo a geração total de resíduos, ampliando a reciclagem dos resíduos que não puderem ser evitados e reduzindo a proporção de resíduos perigosos que necessitam tratamento especial, por meio do aprimoramento, seguro e racional, das práticas de segregação.

Trata-se, sem dúvida, de um grande desafio para todos os portes e tipos de organizações de saúde, envolvendo esforços de todos os trabalhadores, profissionais e gestores, bem como o alinhamento de estratégias e o empenho de recursos operacionais, financeiros e de conhecimento.

Sabemos que o bom gerenciamento dos RSS pode conciliar redução de custos com benefícios ambientais, sanitários e de segurança para o trabalhador e o paciente. Esperamos que o Desafio Resíduo seja um importante catalizador de melhorias e uma ferramenta útil às organizações de saúde brasileiras. O HCFMB aderiu a este Desafio em 2016.

Semana do Meio Ambiente – junho de 2019

Participação no 12º Seminário de Hospitais Saudáveis (2019)

VÍDEO DE SENSIBILIZAÇÃO – RESÍDUOS NO HCFMB

Este vídeo, produzido pelo projeto Sustenta Saúde como forma de sensibilização, mostra a importância do descarte correto de resíduos para o nosso HCFMB e para o nosso planeta. Link para o vídeo (https://www.youtube.com/watch?v=nsagFwK2t2s)

GUIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Guia Inglês

Guia Português

—————————————————————————————————

SUSTENTA NA MÍDIA – TV TEM

A equipe da TV Tem esteve no HCFMB e registrou como funciona a rede mundial de Hospitais Verdes e Saudáveis, da qual o Hospital participa, e todos os seus benefícios para a comunidade.

Esta matéria foi exibida no dia 12 de dezembro de 2016, no Bom Dia Cidade. Assista ao vídeo clicando aqui!

—————————————————————————————————

SUSTENTA NA MÍDIA – TV USP PIRACICABA

No mês de abril de 2016, a professora Karina Pavão Patrício, docente do Departamento de Saúde Pública da Faculdade de Medicina da UNESP/Botucatu e coordenadora do Sustenta Saúde, participou do programa Diálogos Sustentáveis, da TV USP Piracicaba, que tratou sobre a geração e destinação dos Resíduos Sólidos, assunto que possui implicações diretas na qualidade de vida de toda a sociedade. Dentre outros assuntos, foi discutido também o impacto dos resíduos sólidos na esfera da Saúde Pública.

O programa na íntegra pode ser visto clicando aqui!

Coordenadora da UESS: Prof.ª Dr.ª Karina Pavão Patrício
E-mail: karina.pavao@unesp.br

Renata de Camargo Gomes
E-mail: rc.gomes@unesp.br