Biobanco do HCFMB será inaugurado neste mês de dezembro

0
2336

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) recebe, neste final de ano, um grande presente: no próximo dia 14, a partir das 14h, no Salão Nobre da FMB, será realizada a cerimônia de inauguração do Biobanco, pioneiro na região, que vai beneficiar pacientes, pesquisadores da área da Saúde e a comunidade, de um modo geral, além de consolidar o Hospital como um pólo de referência em pesquisa, diagnóstico e tratamento oncológico.

Segundo a Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS) nº 441, de 12 de maio de 2011, define-se Biobanco como uma coleção organizada de material biológico humano e informações associadas, coletado e armazenado para fins exclusivos de pesquisa, conforme regulamento ou normas técnicas, éticas e operacionais pré-definidas, sob responsabilidade e gerenciamento institucional, sem fins comerciais ou lucrativos.

O médico patologista responsável pelo Biobanco do HCFMB, Dr. Marcelo Padovani de Toledo Moraes, afirma que esta estrutura foi idealizada com o objetivo de se formar uma coleção organizada de amostras neoplásicas (proliferações anormais, autônomas e descontroladas de um determinado tecido do corpo, mais conhecidas como tumores) e com alta qualidade de preservação para estudos na área oncológica, via fornecimento de macromoléculas íntegras. “O grande diferencial deste serviço é permitir estudos sobre o câncer em caráter molecular, possibilitando aperfeiçoamento diagnóstico, identificação de alvos moleculares para novas terapias dirigidas, criação de perfis prognósticos, elucidação de mecanismos patogênicos, entre outros”, explica Dr. Marcelo.

A implantação do Biobanco no HCFMB é um projeto antigo, mas que só pode ser concretizado esse ano, com a regulamentação junto aos órgãos de regulação ética local e nacional, ocorrida em fevereiro. Ao longo de 2016, houve a estruturação física do local, com instalações adequadas para manutenção das amostras e mecanismos de segurança de acesso e controle de temperatura local.

Dr. Marcelo afirma que haverá duas etapas de funcionamento deste serviço: a implantação e a utilização de amostras. “Precisamos, primeiramente, formar esta coleção de tumores. O Biobanco já tem a infraestrutura, mas não tem as amostras coletadas. A primeira parte é coletar o material para formar a coleção de tumores. Esta estocagem é feita a partir dos casos de Patologia cirúrgica convencional no Hospital. O paciente, primeiro, autoriza, através de um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (já aprovado pelos órgãos reguladores de pesquisa local e nacional), a guarda deste material no banco de tumores e sua utilização para a pesquisa. É colhida, a partir do material cirúrgico do Hospital, uma amostra excedente para o Banco de Tumores, e esta não vai atrapalhar o diagnóstico do paciente. Esse material é coletado a fresco (sem passar por processamento histológico convencional), congelado e mantido em freezers de baixíssimas temperaturas, garantindo a preservação e a integridade das moléculas. Esse material só poderá ser utilizado para fins de pesquisa e a identidade do paciente será preservada”.

Quando houver a formação da coleção de tumores, o material poderá ser processado para o fornecimento das macromoléculas para pesquisa. O pesquisador consulta o Biobanco sobre os casos disponíveis (quantidade e tipos de casos desejados) e submete o projeto de pesquisa ao Comitê de Ética local, que avalia o trabalho de acordo com os trâmites legais da Instituição. Se aprovado, o pesquisador terá à disposição os casos já coletados dentro do Banco de Tumores, que fornecerá as macromoléculas necessárias de acordo com a viabilidade

Para o médico responsável, a vinda deste serviço para o HCFMB é um grande avanço. “O Biobanco abre esta estrada para a pesquisa utilizando material molecular dos tumores, algo que não tínhamos em larga escala. Na minha visão, o HCFMB se tornou um pólo de referência não só no diagnóstico, mas no tratamento do câncer. Hoje, o Hospital é oncológico e agora, com o Biobanco, abre-se esta oportunidade para que ele também se torne um centro de referência em pesquisa oncológica de vanguarda”, afirma.

O Biobanco do HCFMB está situado na área da antiga Enfermaria de Oncologia (atualmente no Hospital Estadual). Para entrar em contato com a unidade, o telefone é (14) 3811-6118 e o e-mail: biobanco@hcfmb.unesp.br. A equipe do Biobanco é formada pelos seguintes profissionais: Dr. Marcelo Padovani de Toledo Moraes, médico patologista responsável pelo Biobanco, Dra. Élida Paula Benquique Ojopi, Geneticista, e Elaine Franco Pagnin Augusto, Secretária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here