Botucatu volta a ser sede do Departamento Regional de Saúde: o que isso repercute para o nosso HC e região

0
3208

Na edição do Diário Oficial do Estado da última sexta-feira, 7, foi publicado o decreto que oficializa a criação do Departamento Regional de Saúde de Botucatu (DRS XVIII). A cidade volta a ser sede de um Departamento desta natureza depois de 11 anos, graças ao apoio de diversos parceiros institucionais e políticos, como o caso do deputado estadual Fernando Cury, atuante desde o início deste processo.

O DRS XVIII é uma divisão administrativa da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo que permitirá uma atuação regionalizada da assistência, aumentando a autonomia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e da FMB para melhoria de alguns processos relacionados à saúde.

Segundo o Decreto 63.906, datado de 6 de dezembro deste ano, a abrangência do novo DRS será composta pelas regiões do Polo Cuesta, do Vale do Jurumirim e de Jaú que, ao todo, somam 42 municípios que serão desmembrados do DRS VI de Bauru.

O diretor do Departamento de Apoio Administrativo à Assistência do HCFMB Dr. Carlos Macharelli (o segundo, da esquerda para a direita) destaca os benefícios desta volta do DRS a Botucatu. “Primeiramente, resgata-se muito do que foi perdido na época da extinção da antiga regional da saúde. Com esta criação, Botucatu e região ganham o prestígio que lhes eram devidos. O HC deve ganhar um novo cenário técnico no que diz respeito à assistência, ao ensino e à pesquisa e, assim, todos saem ganhando. Esperamos que tudo se acerte da melhor maneira possível”, afirma.

O chefe de gabinete do HCFMB Dr. José Carlos Souza Trindade Filho reforça que esta nova divisão traz vantagens e, ao mesmo tempo, desafios para o Hospital. “A vinda do DRS para cá foi uma grande iniciativa da região, que envolveu toda uma visão da Faculdade de Medicina, do HC e de diversos protagonistas da esfera política. Com esta nova estrutura, os processos serão facilitados, a coordenação será mais próxima e a comunicação será mais ágil, trazendo diversos benefícios para todos”, descreve.

Já o superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, comentou sobre a criação do DRS XVIII. “Este é um dia especial para nós, pois o retorno do DRS para Botucatu é fruto do trabalho de muitas pessoas. Temos certeza de que será, para o nosso Complexo HC, uma grande evolução e trará maior independência a nós, proporcionando cada vez mais um atendimento de excelência a nossos pacientes”, afirmou.

Maíra Masiero – Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing HCFMB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here