Campanha contra o câncer de pele identificou 74 casos positivos em Botucatu

0
836

No último sábado, 7 de novembro, durante todo o dia, foi realizada no Centro de Saúde Escola, em Botucatu, mais uma edição da Campanha de Combate ao Câncer de Pele. A ação contou com a participação de profissionais do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), além de professores e alunos da Faculdade.  Foram atendidos 700 pacientes e foram identificados 74 casos positivos para câncer de pele, sendo quatro melanomas.  Os casos cirúrgicos serão resolvidos em um mutirão que será realizado nos dias 7, 8 e 9 de dezembro de 2015 no HCFMB.

Fotos: Eliete Soares
Fotos: Eliete Soares

O câncer de pele é o tipo de câncer mais comum no país e ocorre quando há um crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca) no biênio 2014/2015, é estimada a ocorrência de mais de 182 mil novos casos da doença.

Na campanha de 2014, foram atendidas cerca de 700 pessoas, sendo que foram diagnosticados 55 casos de câncer de pele. Geralmente, a prevalência de diagnóstico é do carcinoma basocelular (CBC), que é o tipo mais comum da doença. Já o melanoma é mais raro e agressivo.

Como prevenir o câncer de pele

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), alguns cuidados simples ajudam na precaução do câncer de pele. Veja as sugestões:

  • Usar chapéus, camisetas e protetores solares.
  • Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16h (horário de verão).
  • Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta.
  • Usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou diversão. Utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre.
  • Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas.
  • Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo.
  • Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here