Dermatofitoses

0
2986

Por Dr. Silvio Alencar Marques

São causadas por fungos do gênero Microsporum, Trichophyton e Epidermophyton.

As tinhas de couro cabeludo ocorrem quase sempre em crianças, as tinhas inguinais e do pé são mais frequentes em homens adultos, pelo uso de roupas e calçados; outras tinhas são devidas à maior exposição, como contatos com animais, terra ou indivíduos infectados.

As tinhas são comuns em regiões de maior temperatura e umidade. Animais infetados podem ser portadores sãos e responsáveis pela transmissão da infecção.

Tinha de couro cabeludo 

Causada por diversos dermatófitos, divide-se em tinhas tonsurantes (microsporica ou tricofitica) e tinha favosa ou favo. Apresenta placas de tonsura, caracterizada por cotos pilosos e descamação, única ou múltipla no couro cabeludo. A confirmação diagnóstica é feita pelo achado do fungo no exame micológico direto, isto é, coleta-se os cabelos e as escamas numa lâmina e olha direto no microscópio após clareamento pela potassa. A tinha favosa é a mais grave, crônica porque o fundo atacando o couro cabeludo pode levar a alopecia definitiva.

Tinha do corpo

A tinha da pele pode apresentar-se com a forma vesiculosa, onde a lesão primária é uma vesícula, que se rompe e forma crostas. Posteriormente novas vesículas surgem na periferia , progredindo a lesão centrifugamente.É uma forma bastante inflamatória e evolui para a cura espontânea.

A forma anular inicia-se por lesão eritemato-papulosa, que cresce centrifugamente deixando a pele curada á medida que há progressão para periferia. As lesões são múltiplas e tem prurido.

Tinha inguinal

É uma doença que ocorre mais no homem que na mulher, ocorrem de forma bilateral, e nas formas crônicas pode atingir o períneo, regiões glúteas e parede abdominal. As bordas das lesões são mais ativas que no centro.

Tinha do pé e da mão

A tinha dos pés é bastante comum e das mãos, pouco frequentes.

A forma intertriginosa apresenta descamação e maceração da pele dos espaços interdigitais, com prurido. Tem a forma vesico-bolhosas, e o tipo escamosocom prurido e descamação.

Tinea da Unha (Onicomicose)

O acometimento da unha por um  dermatófito pode ser subungueal distal e/ou lateral, subungueal proximal ou superficial. O início mais frequente ; o inicio mais frequente é pela borda distal, que se torna opaca com detritos córneos, sob a placa ungueal. Pode atingir uma unha  ou todas.

Tratamento

Deve-se usar antifúngicos tópicos e /ou sistêmicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here