Enfermaria de Cirurgia Vascular ganha novas instalações e paciente conta com mais conforto e comodidade

0
2031

vascularO Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), juntamente com o Serviço de Cirurgia Vascular da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), reinauguram o novo espaço da Enfermaria Vascular, instalada no terceiro andar do hospital, e, em comemoração aos 40 anos de residência médica em Cirurgia Vascular, homenageia o pioneiro no serviço, e ganha o nome de “Professor Emérito Francisco Humberto de Abreu Maffei.

Trata-se de uma Unidade com financiamento estadual, para uma reforma e ampliação de leito de 13 para 15, sendo referência, atualmente, para uma região de dois milhões de pacientes.

Para a médica coordenadora da Unidade, doutora Regina Moura, a reforma representa um grande avanço nas condições físicas, principalmente para os pacientes. “Havia extrema necessidade de uma reforma, porque a enfermaria não estava adequada às necessidades dos pacientes que, geralmente possuem lesões nos pés, e alguns quartos possuíam degraus que dificultava o acesso desses pacientes. Hoje os quartos possuem banheiros e espaços mais adequados para o tipo de deficiência que este paciente possui.

Uma Enfermaria de Cirurgia Vascular é uma enfermaria definida do hospital que exclusivamente presta cuidados a pessoas que precisam de tratamentos vasculares abertos e, endovasculares. Atualmente, sendo referência para a região, e desde 2007 atendendo casos de alta complexibilidade, juntamente com a equipe da hemodinâmica realiza procedimentos de angioplastia com colocação de estentil, fibrinose, colocação de filtros, aneurismas e isquemias periféricas.

O serviço existe a 40 anos no Hospital das Clínicas sendo referência no Estado junto com Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.

“Merecíamos essa reforma, porque somos um serviço referência em alta complexibilidade, temos uma média de 10 mil atendimentos por ano, e, nenhum outro hospital da nossa região faz esse tratamento pelo SUS, como nós fazemos aqui, inclusive para aneurismas de aorta, que é um tratamento extremamente complexo”, conclui Moura.

 

Mariana Andrade – Assessoria de Comunicação e Imprensa do HCFMB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here