HCFMB recebeu Simpósio de Vigilância Epidemiológica na última quarta-feira (04)

0
1432

A última quarta-feira, (04), foi marcada pela realização do Simpósio de Vigilância Epidemiológica: Sífilis Congênita, Tuberculose e atualização em Imunização, promovido pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica (NVE), pelo Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos (NUCADE-RH) e pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) do Hospital das Clínicas da UNESP, além de contar com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde de Botucatu, do Grupo de Vigilância Epidemiológica XVI e pelo Programa de Educação pelo Trabalho para Saúde (PET).

O evento foi realizado ao longo do dia no Anfiteatro da Casa de Arte da FMVZ (Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia) e contou com a presença de profissionais de saúde de diversas áreas, além de diversas autoridades, como o Dr. José Carlos Trindade Filho, gerente médico do Hospital que representou o Superintendente Prof. Dr. Emílio Carlos Curcelli, e o Secretário de Saúde de Botucatu, Dr. Cláudio Lucas Miranda.

Antes das palestras, houve uma homenagem à enfermeira Edna Maria de Souza Carvalho,  aposentada há dois anos, que contribuiu significativamente para o crescimento do NVE e para a formação do CRIE, sendo coordenadora dos setores por alguns anos. Além disso, foram apresentados os conteúdos da pasta elaborada para o evento e da nova edição do manual do CRIE, feita pela enfermeira do setor Ivana Regina Gonçalves. O manual não era atualizado desde 2006 e passou por uma rigorosa revisão e atualização. Durante o Simpósio, foram discutidas as seguintes temáticas: Prevenção da Sífilis Congênita, Avanços e Limitações no Manejo da Tuberculose Multirresistente e Atualização em Imunização – Calendários Vacinais.

Para a Professora Drª Marli Teresinha Cassamassimo Duarte, docente do Departamento de Enfermagem e atual coordenadora do NVE/CRIE do HC, este Simpósio é muito importante, pois as temáticas contribuíram para a atualização, formação e educação permanente dos profissionais da rede básica do SUS e também para estudantes que se fizeram presentes no evento. “É este o papel de educação permanente que o CRIE considera importante, sendo parte integrante do Hospital e para o âmbito da Faculdade.”, concluiu.

Histórico

De acordo com o Informe Epidemiológico fornecido pelo CRIE, o Núcleo de Vigilância Epidemiológica do HC surgiu em outubro de 2004 e está entre os sete núcleos de nível III de complexidade do Estado de São Paulo, sendo responsável pela identificação dos agravos de notificação compulsória e orientação técnica sobre as ações de controle de doenças e agravos, além de outras atividades correlatas. Já o CRIE foi instaurado em 2005 com o objetivo de facilitar o acesso da população da sua área de abrangência aos imunobiológicos especiais, respeitando os critérios e protocolos preestabelecidos pelo manual dos CRIEs, contando com 75 municípios de sua área de abrangência.

Maíra Masiero – Assessoria de Comunicação e Imprensa

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here