Hospital das Clínicas, Samu e Prefeitura viabilizam novos procedimentos para aprimorar o atendimento à população

0
2295

Reunião entre entidades institui novos parâmetros para atendimentos de pacientes com suspeita de Acidente Vascular Cerebral

Nesta quinta-feira, dia 4, foi realizadano Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) a reunião final para a determinação do novo protocolo de atendimento para pacientes com suspeita de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Participaram da reunião representantes do HCFMB, da Prefeitura Municipal de Botucatu e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU192). Entre os participantes, estavam o chefe de Gabinete da Superintendência do HCFMB, André Balbi; o médico coordenador da Unidade de Acidente Vascular Cerebral (UAVC), Gabriel Braga; a diretora do Departamento de Auditoria do HCFMB, Maria Justina Felippe; o secretário Municipal de Saúde de Botucatu, Cláudio Lucas Miranda e a coordenadora Geral SAMU 192 – Regional Botucatu, Priscila Almeida.

Desde julho de 2014, a Unidade de AVCtem realizado consultoria com o Departamento de Auditoria, Avaliação e Controle em “Oficinas de Gestão”. O objetivo desse trabalho foi organizar a unidade para conquistar, junto ao governo estadual, a habilitação como Centro de Atendimento de Urgência Tipo III no Tratamento de Pacientes e Unidade de Cuidado Integral ao AVC, que exige uma estrutura física e recursos humanos específicos.Assim, a metodologia de Gestão por Resultados foi implantada a fim de delinear todo o processo assistencial, desde caracterização de sua infraestrutura até a análise dos indicadores de Estrutura, Processo e Resultado.

Com o credenciamento, a Unidade de AVC, que atende pacientes de 13 municípios da região pertencente ao Polo Cuesta, a unidade passou a receber recursos para cobrir as despesas com seus 10 leitos de internação, além de contar com o custeio de um medicamento específico para o tratamento do AVC: o Alteplase. Até então, todo esse financiamento era de responsabilidade do próprio HCFMB. “Esse credenciamento faz parte do processo de construção de uma rede de unidades de AVC no Brasil”, completa.

Foram desenvolvidos 33 indicadores gerenciais capazes de melhorar os resultados do serviço de atendimento de vítimas de AVC, desde o atendimento do SAMU 192 até o recebimento do paciente no HCFMB. Tais informações permitem estruturar o atendimento pré-hospitalar móvel, reorganizar as ações de urgência no Pronto Socorro do HC, criar a retaguarda hospitalar para os atendidos nas urgências e estruturar o atendimento pós-hospitalar. Esse acompanhamento de indicadores possibilita a mensuração objetiva dos resultados do serviço, a apuração e análise de todos os pontos críticos e positivos, ajudando no processo de tomada de decisões dos profissionais envolvidos.

Justina ressalta que trabalhar com a equipe da Unidade de AVC tem sido extremamente gratificante e estimulante, pois todos estão empenhados para novas conquistas e melhorias para a Unidade de AVC, sendo que assistência ao paciente de maneira rápida e eficiente tornou-se o foco principal de todo trabalho desenvolvido em 2015. “Agradecemos a todos os profissionais envolvidos nesse projetopela parceria, empenho e disponibilidade de trabalharunidos por um único objetivo. Acreditamos que temos novos horizontes a visualizar e contamos com a motivação de todos para superarmos as dificuldades e conquistarmos a excelência em Gestão”, declara.

Braga se diz satisfeito com o trabalho e acredita em sua continuidade. “A Justina nos apresentou novas técnicas de Gestão e indicadores para pautar nosso trabalho e saber de maneira mais precisa sobre o seu desenvolvimento e resultados. Esse é um marco histórico para a UAVC e para o Hospital das Clínicas, pois estamos elevando nosso trabalho de Gestão para um nível extremamente profissional”, pondera.

Já o Secretário da Saúde de Botucatu, Cláudio Miranda, comenta sobre a importância do trabalho em conjunto. “Émuito positivo ver o resultado de um trabalho feito em conjunto. Sabemos da importância desse projeto para a melhoria contínua do atendimento da população de Botucatu.Queremos agradecer a todos os profissionais que transformaram essas ideias em realidade. Não existe mais volta. Um processo como esse, que envolve a Gestão por Excelência, independente de governos e mudanças em cargos de confiança, é um processo que vai permanecer e crescer muito”, afirma.

O médico responsável pelo Serviço Neurovascular do HCFMB, Rodrigo Bazan, é categórico ao afirmar que o projeto deu certo porque nasceu para ter continuidade. “Esse resultado final do projeto deu certo pelo senso de continuidade e pela sensibilidade que todos os profissionais envolvidos tiveram pelo assunto. Pensando na escala do Hospital das Clínicas, como um grande centro de referência médica no Estado e no país, é uma grande responsabilidade e um grande avanço assumir um compromisso de Gestão como esse”, assegura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here