No combate ao COVID-19, a alimentação saudável é uma grande aliada

0
6449
Foto ilustrativa - Freepik

Nos últimos meses, a rotina de muitas pessoas foi modificada pelo avanço da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) e, com isso, alguns hábitos alimentares também sofreram alterações bruscas, seja pelo trabalho remoto ou pelo período maior de tempo em casa, gerando, assim, dúvidas e preocupações sobre o tema: como se alimentar corretamente neste período? Que cuidados tomar para que as refeições sejam feitas de forma nutritiva, segura e saudável?

A diretora do Serviço Técnico de Nutrição e Dietética (STND) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), Marina Nogueira Berbel Bufarah considera essencial destacar a importância da alimentação saudável para o fortalecimento do sistema imunológico. “O estado nutricional do organismo e os nutrientes ingeridos na alimentação influenciam consideravelmente no funcionamento do sistema imunológico. Nenhum alimento sozinho possui um poder milagroso sobre nossa saúde, como chás ou sucos, mas sim a combinação de hábitos de vida saudáveis e alimentação balanceada, que melhoram a nossa saúde”.

Para as nutricionistas do STND do HCFMB, entre as dicas para uma alimentação adequada e saudável, estão: consumir alimentos in natura (como frutas, verduras, legumes, ovos e carnes), evitando os ultraprocessados e incluir carboidratos, leguminosas e proteínas; consumir pelo menos três porções de fruta por dia, sendo uma delas rica em vitamina C, que traz inúmeros benefícios ao sistema imunológico; além de se hidratar bem, consumindo no mínimo 2 litros de água diariamente.

O período de isolamento social pode também favorecer a compulsão alimentar, ou seja, as pessoas podem comer com maior frequência e de maneira excessiva, mesmo estando sem fome. “Neste caso, por trás do ato de comer, está a busca por alívio, conforto e recompensa como uma maneira de reduzir as emoções negativas. Estabelecer uma rotina de trabalho e lazer, não se isolar emocionalmente, realizar atividades prazerosas e exercícios físicos dentro de casa são formas de evitar o consumo exagerado de alimentos”, orientam as nutricionistas.

A equipe do STND ressalta que as boas práticas de manipulação de alimentos são importantes. “Devemos sempre higienizar corretamente as mãos antes e depois de manipular os alimentos, como também as embalagens dos produtos antes de guardar, com água e sabão, solução clorada ou borrifando álcool 70%, além de evitar tossir, espirrar ou falar desnecessariamente durante a preparação do alimento”, finalizam.

O STND do HCFMB lançou, recentemente, uma cartilha com mais orientações sobre alimentação saudável, além de uma série de receitas práticas para serem feitas neste período, que pode ser visualizada clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here