Osteoporose: por que devemos cuidar dos nossos ossos?

0
2083
Dia Mundial da Osteoporose é comemorado 20 de outubro Divulgação

Celebrado anualmente no dia 20 de outubro, o Dia Mundial da Osteoporose tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre quais são os cuidados necessários para se prevenir a doença. Considerada o segundo maior mal a nível mundial, a osteoporose atinge cerca de 10 milhões de brasileiros, ficando atrás apenas das doenças cardiovasculares.

A osteoporose é a doença mais frequente do metabolismo ósseo. Por ser um tecido vivo, o osso é constantemente renovado. Esse processo é importante para reparar microfraturas e manter o equilíbrio de cálcio no organismo. Além disso, os ossos são responsáveis pela sustentação do corpo e protegem os órgãos internos. A osteoporose é a alteração dessa remodelação, o que leva ao aumento da fragilidade do tecido ósseo, e do risco de fraturas após pequenos traumas.

No Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), o tratamento da osteoporose é realizado por diversas especialidades. No entanto, a disciplina de Geriatria iniciou há poucos anos o Ambulatório de Prevenção Secundária de Fratura de Fragilidade, que atende pacientes acima de 50 anos com histórico de fraturas por trauma leve.

Dra. Adriana Machado explica sobre o atendimento no HCFMB a pacientes com osteoporose Arquivo Pessoal
Dra. Adriana Machado explica sobre o atendimento no HCFMB a pacientes com osteoporose (Arquivo Pessoal)

A Geriatra do HCFMB Drª Adriana Braga de Castro Machado explica sobre o funcionamento do serviço. “O tratamento da osteoporose no ambulatório do HCFMB consiste na combinação entre a mudança do estilo de vida e abordagem clínica individualizada. Após o tratamento, o risco de uma nova fratura diminui significativamente”, diz.

Atualmente, cerca de 300 pacientes são tratados no Ambulatório do HCFMB. Esse número aumenta semanalmente, devido aos diversos casos novos que são recebidos pelo ambulatório. De acordo com Drª Adriana, geralmente a osteoporose é uma doença silenciosa, em relação à qual existe a necessidade de uma investigação detalhada para confirmar a sua existência. “É por falta de investigação ativa que, frequentemente, o primeiro sinal da doença é a própria fratura, que, apesar de poder ocorrer em qualquer osso do corpo, geralmente ocorre em lugares particulares como punho, vértebra ou fêmur. São lesões causadas por um trauma pequeno, como queda da própria altura ou mudança brusca de posição. Eventualmente, pode ocorrer também uma fratura espontânea”, afirma.

O fator mais importante da saúde óssea é o genético, mas algumas adequações no estilo e qualidade de vida podem ajudar consideravelmente na prevenção da osteoporose, como uma dieta equilibrada, com consumo adequado de cálcio desde a infância. “A principal fonte de cálcio na dieta é o leite e seus derivados, que devemos ingerir diariamente”, afirma Drª Adriana. Além disso, atividade física regular, tomar sol por 15 minutos diariamente, evitar o tabagismo e bebidas alcóolicas também são medidas de prevenção da osteoporose.

A especialista diz acreditar que o Dia Mundial da Osteoporose é fundamental na divulgação sobre medidas de prevenção da doença. “A osteoporose é silenciosa, mas pode ser tratada adequadamente, promovendo uma melhora significativa e mais qualidade de vida ao paciente. Mas é importante que ele saiba como preveni-la, e esse dia nos ajuda muito nesse sentido”, finaliza.

Vivian Abilio – Assessoria de Imprensa do HCFMB via 4toques Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here