Otimização e manutenção da assistência: atualização dos dados no cadastro MV / CNES traz benefícios ao Hospital e ao servidor

0
347

Mais de 8 mil usuários: este é o número de cadastros de profissionais do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), entre ativos e inativos, registrados em seu Sistema de Informação, responsável pelo fluxo assistencial e administrativo do Complexo HC. Todos os profissionais ativos constam no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), sistema do Ministério da Saúde que reúne informações de todos os estabelecimentos de saúde do Brasil.

Para garantir o faturamento dos procedimentos realizados, manter o bom andamento das atividades assistenciais e a organização dos dados dos servidores nos Sistemas, é importante realizar o recadastramento das informações periodicamente. No Complexo HC, os procedimentos de atualização dos dados ficam a cargo do Núcleo de Convênios SUS e CNES, ligado ao Departamento de Auditoria e Informações em Saúde.

De acordo com Patrícia Guarnieri Frazão, Diretora do Departamento, a necessidade de uma rotina para a atualização dos dados dos profissionais surgiu a partir da instituição do HCFMB como uma Autarquia Estadual, em 2010. “Sentimos a necessidade de ter mais controle do quadro funcional que de fato está ativo no HC, tendo em vista a sua rotatividade. Esta melhoria é o resultado do trabalho dos colaboradores que participaram da área ao longo do tempo”.

Até o final de 2019, o recadastramento era feito somente de modo presencial, mas a chegada da pandemia da Covid-19 no ano passado trouxe a necessidade da mudança deste procedimento. Foi então que, em parceria com a Gerência de Tecnologia de Informação (CIMED), houve a implantação do ícone Atualização e Desbloqueio de Usuário / Prestador, disponível na tela inicial do Sistema de Informação, presente em todos os computadores do Complexo HC, conforme demonstrado a seguir.

Responsável pelo Núcleo de Convênios SUS e CNES, Fernanda Giacóia Godoy Augusto comenta os benefícios da criação desta ferramenta. “O ícone trouxe mais praticidade ao colaborador, que pode atualizar e/ou desbloquear seu acesso mesmo no período noturno ou nos finais de semana. Com isso, o serviço é otimizado, impede-se que o profissional tenha seu acesso bloqueado e propicia a plena continuidade do serviço assistencial”.

A Gerente de Faturamento, Produção e Informações em Saúde, Elaine Joaquim, reforça que este recadastramento não desobriga o profissional a realizar outras atualizações que são necessárias no âmbito hospitalar como, por exemplo, as exigidas pelos Departamentos de Gestão de Pessoas do Hospital e da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB|Unesp). “Realizar periodicamente estas atualizações só traz benefícios para o Hospital e para o próprio colaborador, que pode exercer sua atividade profissional com tranquilidade e segurança”, encerra.

Como e quando realizar o Recadastro?

Os usuários, periodicamente, precisam confirmar seus dados ao Núcleo de Convênios SUS e CNES para não terem o acesso ao Sistema inativado automaticamente. Geralmente, a confirmação é pedida no mês do aniversário do usuário, com exceção dos residentes (não necessitam realizar essa atualização) e dos plantonistas, que precisam confirmar a cada seis meses por conta de seu caráter autônomo / sem vínculo oficial com o HCFMB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here