Pacientes atendidos pelo HC de Botucatu já podem contar com o Restaurante Bom Prato

0
1994

Em uma cerimônia marcada pela emoção, foi inaugurado na manhã desta quinta-feira, 3 de dezembro, no câmpus da Unesp – Rubião Júnior, em Botucatu, a 50ª unidade do restaurante popular Bom Prato do Estado de São Paulo e a primeira voltada especialmente para usuários do sistema público de saúde. Serão beneficiados mais de 1,8 milhão de pacientes vindos de 70 municípios da região para serem atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB).

A solenidade contou com a presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, que representou o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin; do deputado estadual Fernando Cury; do prefeito de Botucatu, João Cury; do superintendente do HCFMB, Dr. Emílio Carlos Curcelli; da presidente do Instituto J. Augusto, Regina Augusto, que vai gerenciar o Bom Prato Saúde; do Dr. Sérgio Swain Müller, que representou o secretário e Estado da Saúde, David Uip; além de lideranças locais e regionais.

O programa, que é gerido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, é resultado de uma articulação do parlamentar que, desde 2012, coordenou um abaixo-assinado buscando apoio de importantes lideranças regionais. Fernando Cury aproximadamente 40 mil assinaturas em apoio ao Bom Prato.

O local escolhido para a instalação do Bom Prato é o prédio onde funcionava o Arquivo Médico do HCFMB, que passou por reformas e adaptações para abrigar cozinha, refeitório, sanitários, vestiários e setor administrativo. Os custos, orçados em R$ 636.440,69, foram divididos entre a Prefeitura de Botucatu, e o HCFMB, com interveniência da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp). O Governo do Estado de São Paulo subsidiará o custeio da refeição.

 

A primeira a fazer uso da palavra foi Regina Augusto, do Instituto J.Augusto. Ela lembrou o sofrimento das pessoas que, muitas vezes, viajam longas distâncias para se tratar no HCFMB e não têm dinheiro para se alimentar adequadamente. Regina ainda reconheceu os esforços do deputado estadual Fernando Cury no encaminhamento do projeto do Bom Prato Saúde junto ao Governo do Estado. “Para mim é um grande presente poder coordenar esse projeto. Já estive no mesmo lugar dessas pessoas que aguardam por assistência médica e sei o que elas passam, por isso, me orgulho em poder ajudar”, disse ela, que tem limitações físicas causadas por sequelas de uma doença que teve na infância.

O deputado estadual Fernando Cury não conteve as lágrimas ao iniciar seu discurso. Considerado o “pai do Bom Prato”, o parlamentar via passar um filme em sua cabeça.  “Essa não é uma conquista somente de Botucatu. É de toda a região. De todas as lideranças que sonharam esse sonho junto com a gente e que lutaram essa luta com a gente. Foi uma conquista da união de esforços. A população da região vai ganhar muito com esse Bom Prato, todos vão poder se utilizar dele”, destacou o parlamentar, enfatizando que enquanto for deputado vai trabalhar principalmente por aqueles que mais necessitam.

Dr. Sérgio Swain Müller, que representou o secretário de Estado da Saúde, David Uip, afirmou que o Bom Prato Saúde eleva a política de humanização do Estado de São Paulo para um patamar mais elevado. “É preciso oferecer algo mais que apenas assistência médica de excelência”, avaliou.

Dr. Emílio Carlos Curcelli, superintendente do HCFMB, que foi homenageado com uma placa no Bom Prato Saúde, devido ao apoio dado à concretização do projeto, agradeceu todos os envolvidos em nome dos pacientes que são atendidos no Hospital das Clínicas de Botucatu. “Nosso objetivo é que, cada vez mais, todos sejam bem acolhidos em nosso Hospital, com dignidade e cidadania. O Bom Prato é a demonstração clara de como o dinheiro público pode ser bem aplicado”, declarou.

O prefeito João Cury afirmou em sua fala que o Bom Prato Saúde, de Botucatu, é resultado de muito diálogo, trabalho, e de uma articulação que foi capaz de demonstrar ao Governo do Estado todos os benefícios não apenas para a Cidade, mas também para toda a região, apesar de, na época, essa não ser uma das prioridades da Administração. “É inadmissível que nossos irmãos de outros municípios venham para nossa cidade e passem fome. Temos que ser generosos e solidários. O Bom Prato é, acima de tudo, uma obra cristã”, pontuou.

Floriano Pesaro, secretário de Estado de Desenvolvimento Social, lembrou que o Bom Prato é, juntamente com o Programa Viva Leite, também do Governo do Estado, um dos maiores projetos de segurança alimentar do Brasil. “Quero destacar a dedicação integral que o deputado Fernando Cury e o prefeito de Botucatu, João Cury, tiveram com o Bom Prato. Esse projeto vai beneficiar a toda a população de Botucatu e região, inclusive alunos, professores e funcionários da Unesp, mas, principalmente, os pacientes atendidos pelo Hospital das Clínicas”, afirmou.

BP_HCDiariamente o Bom Prato Saúde de Botucatu servirá 1,5 mil almoços e 300 cafés da manhã. Na inauguração foram servidos mais de 850 pratos. No cardápio o público pôde experimentar arroz e tutu de feijão, pãozinho, lombo à sertaneja (lombo suíno assado com molho roti e milho), abóbora na salsa, salada de rúcula e alface com cenoura, suco de morango e, de sobremesa, pêssego. A partir desta sexta-feira (4), o café da manhã começa a ser servido às 7 horas. O horário do almoço é das 10h30 para o público prioritário e às 11horas para o público geral.

Sobre o Bom Prato –  O Programa Bom Prato oferece refeições de baixo custo, balanceadas e de qualidade. No café da manhã é servido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. Já no almoço, o cardápio oferece arroz, feijão, salada, legumes, farinha de mandioca, carne, pãozinho, suco e uma fruta.

Atualmente, há 50 unidades no Estado, sendo 22 localizadas na Capital e as demais na Grande São Paulo, litoral e interior. A rede de restaurantes Bom Prato serve diariamente cerca de 80 mil refeições

Desde a implantação do Programa, foram servidas mais de 135 milhões de refeições e investidos mais de R$ 320 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização das unidades.

Viva Leite – Ao fim da cerimônia de inauguração do Bom Prato Saúde, de Botucatu, 24 prefeitos das regiões Centro-Oeste e Sudoeste do Estado de São Paulo assinaram a renovação do convênio de seus municípios com o Projeto Viva Leite, que é o maior programa estadual de distribuição gratuita de leite pasteurizado do Brasil. Criado pelo Governo do Estado de São Paulo em 1995, distribui anualmente 90 milhões de litros de leite para crianças e idosos em situação de insegurança alimentar e vulnerabilidade social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here