E-Book: Manual de orientação: Anotação de enfermagem.

Autores: Nilza Martins Ravazoli Brito; Bruna Cristina Velozo; Rosana Jimenes Pavanelli.

Apoio: Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu – NUCADE-RH; Gerência de Enfermagem do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu; Departamento de Enfermagem – FMB – UNESP.



Manual de orientação Anotação de enfermagem

Livro Completo: Manual de orientação: Anotação de enfermagem


E-Book: Guia de medidas de prevenção de infecção de corrente sanguínea associada ao cateter venoso central.

Autores: Kássia Pinho da Silva; Ione Corrêa.

Apoio: Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu – NUCADE-RH; Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital das Clínicas de Botucatu – CCIRAS.



Guia de medidas de Prevenção

Livro Completo: Guia de medidas de prevenção de Infecção de Corrente Sanguínea associada ao Cateter Venoso Central


E-Book: Manual de extravasamento de antineoplásicos.

Autores: Karina Alexandra Batista da Silva Freitas; Regina Célia Popim.

Apoio: Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu – NUCADE-RH; Gerência de Enfermagem do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e Seção Técnica de Enfermagem de Clínica Médica I.



capa

Livro Completo: Manual de Extravasamento de Antineoplásicos


E-Book: Manual de transfusão para enfermagem.

Autores: Patrícia Carvalho Garcia; Pedro Bonequini Júnior.

Apoio: Hemocentro de Botucatu; Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu – NUCADE-RH; Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar – FAMESP e A+P Brasil.


Manual de transfusão para enfermagem

Livro Completo: Manual de Transfusão de Enfermagem


E-Book: Protocolo de atendimento aos pacientes com infecção do trato respiratório inferior: Recomendações para o atendimento aos pacientes com infecção do trato respiratório inferior: pneumonia adquirida na comunidade, pneumonia associada aos cuidados de saúde, pneumonia hospitalar, exacerbação de doença pulmonar obstrutiva crônica, exacerbação de bronquiectasia.

Autores: Paula Schmidt Azevedo Gaiolla; Liana Sousa Coelho; Ricardo de Sousa Cavalcante.


Capa

Livro Completo: Protocolo de Atendimento aos Pacientes com Infecção do Trato Respiratório Inferior.


E-Book: Este Guia Informativo foi desenvolvido para atenção aos pacientes pediátricos para permitir ao enfermeiro supervisionar a pele e mucosas, avaliar o risco para desenvolvimento de lesões por pressão (LP) utilizando a Escala de Braden-Q (EB-Q), bem como adotar as melhores práticas para sua prevenção e cuidado com a pele.

Autores: Marcelli Cristine Vocci.


Capa

Livro Completo: Guia de Consulta Rápida – Informativo para supervisão e cuidado com a pele/mucosa e avaliação de risco de lesões por pressão em pacientes pediátricos.


E-Book: Este protocolo apresenta um resumo das recomendações e trechos de evidências de apoio para a prevenção de lesões por pressão, podendo ser um guia de consulta rápida, destinando-se a profissionais da saúde envolvidos no cuidado de indivíduos que estão em risco de desenvolvimento de lesões por pressão, ou aqueles com lesão por pressão existente no momento do atendimento, sendo importante para auxiliar na priorização de intervenções.

Autores: Marcelli Cristine Vocci.


Capa

Livro Completo: Protocolo Preventivo – Lesão por Pressão em Unidades Pediátricas.


E-Book: A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma endocrinopatia comum em mulheres na idade reprodutiva. Caracteriza-se por hiperandrogenismo, disfunção ovulatória e infertilidade. Está associada a reconhecidos fatores de risco cardiovascular: obesidade, resistência à insulina, dislipidemias, hipertensão arterial, síndrome metabólica, risco aumentado para intolerância à glicose e diabetes mellitus tipo 2 em idade mais precoce que o habitual. Embora mulheres com SOP apresentem perfil de risco cardiovascular adverso, os estudos são limitados em confirmar a associação entre SOP e mortalidade por evento cardiovascular. Devido à ampla variabilidade clínica, o diagnóstico de SOP nem sempre é fácil. De acordo com o Consenso de Rotterdam, os critérios para diagnóstico de SOP incluem pelo menos dois dos seguintes critérios: amenorreia e/ou oligomenorreia, sinais clínicos e/ou bioquímicos de hiperandrogenismo e/ou ovário policístico à ultrassonografia; com exclusão de outras etiologias que apresentam manifestações clínicas semelhantes.
O tratamento de SOP é sintomático e direcionado de acordo com a manifestação clínica, o desejo de contracepção ou gestação e a presença de distúrbios metabólicos associados. As pacientes com SOP devem ser informadas que esta é uma enfermidade crônica, com tratamento e seguimento por longo prazo.

Autores: Anaglória Pontes; Benedito de Sousa Almeida Filho.


Capa

Livro Completo: Síndrome dos Ovários Policísticos – Diagnóstico, tratamento e repercussões ao longo da vida.


E-Book: Neuza e Maria em: Prevenção do câncer de colo de útero – Informe-se sobre o exame de Papanicolau.

Autores: Tamires Corrêa de Paula; Maria de Lourdes da S. M. Ferreira.


Capa

Livro Completo: Neuza e Maria em: Prevenção do câncer de colo de útero – Informe-se sobre o exame de Papanicolau.


DGAA2

Curta o nossa página no
Facebook